Portuguese Glossary

Backup: A atividade de cópia de ficheiros, volumes e bases de dados para preservá-los em caso de falha do equipamento ou outra catástrofe. Uma parte importante de uma estratégia de recuperação de desastres, o backup, é muitas vezes negligenciado, especialmente pelos utilizadores de computadores pessoais.

Ficheiro de Imagem de Backup: Ficheiros que contêm o conteúdo de uma atividade de backup, os ficheiros de imagens de backup permitem restaurar o conteúdo de um sistema de computador para um ponto específico no tempo.

Conjunto de Imagens de Backup: O ficheiro de imagem base, ou outros ficheiros de imagem incremental, que incluem todas as imagens de backup de um sistema de computador específico.

Recuperação Bare Metal: A restauração completa de dados do computador após uma falha catastrófica, incluindo o sistema operativo, sistema de ficheiros, partições, volumes e dados, a partir de uma imagem de backup completa.

Ficheiro de Imagem Base: ver Ficheiro de Imagem Completo.

Disco Básico: Uma unidade de disco físico, que se pode aceder pelo MS-DOS* todos os sistemas operativos Windows *. Os discos básicos podem conter até quatro partições primárias ou três partições primárias e uma partição estendida com várias unidades lógicas.

Backup a Frio: Um backup feito a partir do ambiente de recuperação, sem ter o sistema operativo carregado.

Incrementais Contínuos: Um modelo de agendamento do trabalho de backup do ShadowProtect que permite criar um Ficheiro de backup base, em seguida, criar ficheiros incrementais adicionais de backup que incluem apenas as alterações que ocorreram desde o último backup.

Compressão: Uma tecnologia, que reduz o tamanho de um ficheiro. A compressão permite economizar tempo, largura de banda e espaço de armazenamento.

Ficheiro de Imagem Diferencial Os ficheiros de backup que contem os setores do disco rígido que foram alterados desde a criação do Ficheiro Base de Imagem de backup. Ficheiros de imagem diferencial levam aproximadamente o mesmo tempo para ser criados como os ficheiros base de imagem de backup, mas eles são mais pequenos. Ao restaurar uma unidade (ou um ficheiro ou pastas), deve usar o ficheiro base de imagem de backup em conjunto com o ficheiro diferencial correspondente a um específico ponto no tempo.

Recuperação de Desastres: A capacidade de recuperar da perda completa de um computador, seja devido a desastres naturais ou más intenções. Estratégias de recuperação de desastres típicos incluem a replicação e backup / restauro.

Dispositivo de Disco: Uma unidade de disco acessível localmente, incluindo Discos USB ou FireWire e unidades de rede tais como SAN, NAS, iSCSI, SCSI, USB ou FireWire.

Driver: Um programa que interage com um dispositivo ou software em particular. O controlador fornece uma interface comum para o dispositivo, ou software, que o torna acessível para outros computadores e/ou utilizadores.

Letra de Dispositivo.: Ver Montar como uma Letra de Dispositivo.

Disco Dinâmico: Um disco físico que fornece recursos que não são fornecidos pelos discos básicos (ver Disco Básico), como suporte para volumes que abrangem vários discos. Os discos dinâmicos usam uma base de dados oculta para rastrear informações sobre volumes dinâmicos no disco e sobre outros discos dinâmicos no computador.

Encriptação: Um procedimento que torna o conteúdo de um ficheiro ininteligível a qualquer um que não apresente a chave de dsencriptação apropriada.

Ficheiro de Imagem Completo -- Os ficheiros de backup que contêm uma cópia de todos os setores utilizados em uma unidade de disco. Este ficheiro de imagem contém todos os dados do computador, incluindo o sistema operativo, aplicações e dados.

Hard Drive: Um dispositivo de armazenamento eletromagnético, também referido como um "dispositivo de disco", "dispositivo rígido" ou "disco rígido" que armazena e fornece acesso a dados num computador.

Hardware Independent Restore (HIR):A capacidade de restaurar um volume do sistema usando ShadowProtect em hardware diferente.

HeadStart Restore (HSR): A capacidade de iniciar o restauro de uma grande cadeia de imagens de backup enquanto o ShadowProtect continua a adicionar os ficheiros de imagem de backup incremental para a mesma cadeia de imagem. Isso reduz o tempo necessário, de dias ou semanas para restaurar um grande volume, para minutos ou poucas horas.

Hot Backup: A imagem de backup é feita quando o ShadowProtect é carregado no sistema operativo do computador. Um hot backup requer o uso de um filtro de snapshot driver. (ver Snapshot).

Hot Restore: O restauro de uma imagem de backup enquanto o computador ou servidor continua a funcionar. Não é possível executar um Hot Restore de um volume do sistema.

Imagem ou Ficheiro de Imagem: Ver Ficheiro de Imagem de Backup.

Conjunto de Imagens: A combinação de uma imagem completa e todas as imagens incrementais adicionais necessárias para restaurar um computador para um determinado ponto no tempo.

Ficheiro de Imagem Incremental: Os ficheiros de backup que contem os setores que foram alterados desde o último backup incremental que foi tirado. As Imagens incrementais são mais rápidas a ser criadas e de menor tamanho que os ficheiros de imagem de backup completo ou ficheiros de imagem diferencial. Ao restaurar uma unidade (ou ficheiros e pastas), deve usar o ficheiro de imagem completa e os ficheiros de imagem incremental adequados, necessários para restaurar o computador para um ponto no tempo específico.

Bloquear o Volume: Um pedido de um software para obter acesso exclusivo a uma unidade particular. Bloquear o volume impede que outros programas de software alterem o sistema de ficheiros ou abram ficheiros durante o processo de escrita do ficheiro de imagem de backup.

Microsoft VolSnap: A tecnologia proprietária - Microsoft snapshot.

Microsoft Volume Shadow Copy Service (VSS): A infra-estrutura de backup disponível no Microsoft Windows (XP e Windows Server 2003 e posteriores), que inclui um mecanismo para a criação de snapshots de dados consistentes. O VSS produz snapshots consistentes em coordenação com aplicações de negócios, serviços de sistema de ficheiros, aplicações de backup, soluções de recuperação rápida e hardware de armazenamento.

Montar como Letra de Unidade: O processo de atribuição de volumes (partições primárias ativas e partições lógicas) para designadores de letras específicas no espaço raiz de nomes de um sistema operativo Microsoft. Ao contrário dos pontos de montagem (ver Ponto de Montagem), a atribuição de letra a uma unidade, permite apenas letras no espaço de nomes, e eles apenas representam volumes. Com outras palavras, é um processo de nomear as raízes de uma “floresta”, que representa o Sistema de Ficheiro (cada volume sendo uma árvore independente).

Ponto de Montagem: Um pasta num volume (criada para esta utilização) pode ser usada por uma aplicação para "montar" um volume diferente. Os pontos de montagem ultrapassam o limite de letras de unidade (ver o Montar como Letra de Unidade) e permite a organização mais lógica de ficheiros e pastas.

Volume Montado: A capacidade de ver e usar uma imagem de backup que está físicamente localizada noutro lugar na rede. Quando montada, a imagem aparece como uma cópia de segurança de volume e comporta-se como se fosse uma parte do sistema do computador local. Volumes montados são de leitura / escrita permitindo aos utilizadores atualizar os ficheiros de imagem existentes, verificar se está infectado por vírus ou outro malware, e reparar os ficheiros de imagem.

Sistema Operativo: Software que, após ser carregado no computador através de um programa de arranque, gere todos os outros programas num computador. Outros programas são chamados aplicações ou programas .

Partição: A parte de um disco físico que funciona como se fosse um disco fisicamente separado. Uma vez criada, a partição deve ser formatada e atribuída uma letra de unidade antes de os dados poderem ser armazenados nele. Em discos básicos, as partições podem conter volumes básicos, que incluem partições primárias e unidades lógicas. Em discos dinâmicos, as partições são conhecidas como volumes dinâmicos e podem ser dos seguintes tipos de volumes: simples, distribuídos, estendidos, espelhados e RAID - 5 (striped com paridade) .

Restauro:A atividade de recuperação de dados de um computador a partir de um ficheiro de imagem de backup guardado anteriormente.

Snapshot: Um tipo de backup que fornece uma visualização de um volume point-in-time. Ao executar um backup ou backup agendado, o ShadowProtect usa o StorageCraft Volume Snapshot Manager (VSM) ou Microsoft Volume Shadow Copy Service (VSS) para tirar um snapshot do volume. Todas as alterações que ocorrem com o volume depois do snapshot não estão incluídos no backup.

.spf:A extensão do ficheiro que representa um ficheiro de imagem de backup ShadowProtect completo ou base.

.spi: A extensão do ficheiro que representa um ficheiro de imagem de bakup ShadowProtect incremental ou diferencial.

.sp(numero):A extensão do ficheiro que representa um ficheiro de imagem de backup ShadowProtect que esta dividida por vários ficheiros. O número que se segue .sp é a posição sequencial do ficheiro no grupo de ficheiros divididos da imagem.

Point-In-Time Backup: A rotina de backup que permite restaurar um ficheiro, pasta ou todo o sistema para um ponto no tempo específico. Os backups point-in-time são frequentemente usados para um roll-back de um computador para um ponto anterior a um problema do computador.

Volumes Protegidos: Volumes que foram selecionados pelos utilizadores para um backup ShadowProtect.

RAID: Redundant Array of Independent Disks. Uma coleção de discos que oferece maior desempenho e tolerância contra as falhas. Há um número de diferentes tipos de RAID . Os três mais utilizados são 0, 1 e 5:

  • RAID 0: striping sem paridade (distribuir blocos de cada ficheiro em vários discos).
  • RAID 1: disco em espelho ou duplicado.
  • RAID 5: striping a nível de bloco com paridade distribuida.

Tempo Real: O nível da capacidade de resposta do computador que o utilizador assume como essêncial sendo imediata, ou que permite que o computador acompanhe algum processo externo, como o backup.

Ambiente de Recuperação: Ver Ambiente de Recuperação StorageCraft.

Computador Remoto (Node): Um computador que está fisicamente localizado noutro lugar na rede, mas é acessível a partir do computador local.

Serviço: Um programa, rotina ou processo que executa uma função específica do sistema para apoiar outros programas, particularmente a baixo nível (próximo ao hardware).

Trabalho Agendado: Um trabalho criado a partir da interface do ShadowProtect. Trabalhos agendados deixam que os eventos de backup ShadowProtect ocorrem automaticamente.

Conjunto de Imagens distribuidas: A imagem de backup que foi dividida em vários ficheiros mais pequenos para gerir ou o armazenar mais facilmente. Isso permite que guarde o ficheiro de imagem de backup num media removível, como um CD ou DVD.

Ambiente de Recuperação StorageCraft: O segundo ambiente de arranque (ou sistema operativo), que dá ao utilizador a funcionalidade necessária para aceder e restaurar imagens de backup numa rede. Este ambiente é tipicamente usado quando uma unidade não pode ser restaurada a partir do Windows ou quando o computador sofreu uma falha catastrófica e todo o disco rígido deve ser restaurado.

Downtime do Sistema: A quantidade de tempo que um servidor ou PC está offline e inacessível para os utilizadores. Isto é vulgarmente conhecido como ter o sistema fora de produção.

Volume do Sistema: O volume que guarda os ficheiros de arranque necessários para carregar o sistema operativo. Normalmente, este é o volume C: \ .

Ícone na Area de Notificação: A representação gráfica de um programa de computador ou aplicação. Por exemplo, o ShadowProtect usa um ícone na área de notificação para o utilizador obter informações sobre o programa. Os Ícones de notificação residem na área de notificação do sistema.

UNC (Universal Naming Convention): Um método utilizado para identificar pastas, ficheiros e programas num computador na rede. Um caminho UNC inicia com duas barras invertidas
seguido do nome do servidor, nome da pasta partilhada e o nome do ficheiro. Por exemplo, \ \ nome do servidor \ nome da pasta partilhada \ nome do ficheiro de backup.spi.

Volumes Desprotegidos: Volumes não protegidos pelo ShadowProtect.

Interface do Utilizador (UI): As partes de um computador com o qual o utilizador interage (monitor, teclado, rato, etc) e a parte de um programa de software que aceita e responde à interação do utilizador.

Virtual Private Network (VPN): Uma rede de dados privada que faz uso da infraestrutura pública de telecomunicações. VPNs mantem a privacidade através do uso de protocolos de túnel, criptografia e outros procedimentos de segurança.

VirtualBoot:A capacidade de criar uma máquina virtual baseada numa cadeia de imagem de backup existente. Uma vez iniciado, a VM oferece acesso completo aos dados, aplicações e serviços fornecidos pelo sistema original, num estado correspondente à última imagem Incremental incluída na VM.

Volume Virtual: Um volume referenciado localmente que não existe fisicamente no sistema. O ShadowProtect usa volumes virtuais com o objectivo de proteger os computadores.

Volume: Um espaço de armazenamento no disco rígido. Um volume é formatado usando um sistema de ficheiros, como a tabela de alocação de ficheiros(FAT) ou NTFS, e, normalmente, é lhe atribuída uma letra de unidade. Um único disco rígido pode ter vários volumes e os volumes também podem abranger vários discos.

VSS Aware: Uma aplicação desenvolvida para funcionar com o Microsoft Volume Shadow Copy (VSS) framework para garantir o backup de dados consistente.

Terms and Conditions of Use - Privacy Policy - Cookies